fbpx

Coffee Lover

Startup de cafés faz sucesso na China e desafia a Starbucks, acredita?

Yan Fei, fundador de uma startup de cafés que está crescendo e chamando atenção na China, anuncia a projeção de US$ 3 bilhões para valor de mercado de sua franquia. Vamos entender melhor!

Yan Fei é o dono de uma startup de cafés que mostra que o empreendedorismo vem de histórias inusitadas. Antes de fundar uma franquia cafeterias high tech, Fei era conhecido pela sua atuação no marketing digital. No entanto, após ser acusado de ações fraudulentas, onde foi considerado responsável pela exclusão de comentários negativos de seus clientes e falsificar avaliações positivas por meio da invasão de servidores de sites de reviews, o então empreendedor que já dirigia uma agência de publicidade foi condenado e ficou preso por um ano e meio.

Entretanto, mesmo cumprindo pena, Yan Fei foi contratado como CMO (Chief Marketing Officer) na empresa Ucar, uma concorrente dos aplicativos Uber e Didi, que são famosos na China e ocupam a posição de liderança de mercado.

Aplicando estratégias e conhecimentos de marketing, suas ações fizeram sua empresa crescer com 5 vezes mais agilidade que seus competidores. Então, já deu pra ver que ele sabia o que fazer, certo? Pois bem, foi com a ideia de inovar que Fei fundou sua marca há dois anos, a Luckin Coffee. 

startup de cafés

Startup de cafés – Fonte: site Luckin Coffee

Desafiando a rede americana Starbucks, a startup de cafés Luckin Coffe possibilita a entrega das bebidas na residência ou trabalho do cliente, que efetua a compra pelo app da marca.

Após iniciar seu projeto do zero, Fei já abriu cerca de dois mil quiosques desde o lançamento. Contudo, seu planejamento é abrir 5 mil quiosques até o final de 2020. Mas de onde vem todo esse sucesso?

O plano -muito bem-sucedido, aliás- de Yan Fei, era unir os universos offline e online. Na verdade, há até um termo para definir essa conexão: o O2O (Online-to-Offline). Desta forma, o executivo pensou na seguinte dinâmica: o cliente efetua seu pedido pelo app da marca e depois pode solicitar a entrega à domicílio ou retirar sua compra no balcão do quiosque. Assim, ele oferece praticidade ao seu público que não precisa encarar grandes filas ao buscar seus pedidos feitos por aplicativos.

Com a maioria dos pedidos feitos para receber a compra em casa, Fei economiza na estrutura de seus pontos de venda, que são compactos e com poucos móveis. Afinal, o fluxo de clientes é rápido, pois geralmente há a retirada das bebidas, sem permanência dos visitantes nos estabelecimentos.

 

startup de cafés

Para combater seu concorrente, a Starbucks precisou repensar em suas estratégias

Essa comodidade oferecida é tão impactante e positiva, que bairros que contam com uma unidade da startup de cafés Luckin Coffee e outros locais adeptos deste método de vendas O2O, chegam a ter maior valorização imobiliária.

Afinal, as pessoas consideram estas facilidades de atendimento nas regiões em que querem morar.

Assim, para melhorar ainda mais a visibilidade de sua marca, Fei trabalha com um marketing agressivo. Para isso, oferece cash back (retorno de parte do valor pago em um pedido para ser resgatado ou utilizado em outras compras) e cafés gratuitos para os promotores de sua marca, ou seja, quem indica a Luckin para outras pessoas.

Sobre a Startbucks, a China é o segundo lugar com mais pontos de venda da rede, cerca de três mil, ficando apenas atrás do EUA. Ou seja, a Luckin está se aproximando! Portanto, para combater o novo concorrente, a cafeteria associou-se ao aplicativo Ele.me, maior serviço de entregas de comida na China. O Ele.me foi comprado pelo Alibaba em 2018.

Com a visão de crescer muito e rapidamente, Yan Fei anunciou a abertura de capital de sua empresa. Para os acionistas, esta ação conhecida como IPOs, ainda é precipitada para o negócio do empreendedor. Para os especialistas no assunto, o ideal seria aguardar para que a empresa recebesse mais retorno e assim, conquistar vendas melhores. Entretando, Fei acredita que a decisão de capitalizar é perfeita para quem quer, como ele, expandir sua marca imediatamente.

Que reviravolta, hein!? Mais uma vez o café foi o escolhido para um empreendimento de sucesso. Nós achamos surpreendente e você? Conta pra gente a sua opinião.

Até o próximo conteúdo cafeinado!

Veja também: O café aumenta a produtividade no ambiente de trabalho, revela pesquisa.

 

Monique Almeida
Monique Almeida

Estudante de Publicidade e Propaganda na ESAMC Campinas, sou apaixonada por moda, livros, dias de chuva e momentos em família. Amo mochilar, e passo o tempo livre planejando minhas viagens!

Nenhum comentário
Poste um comentário