Coffee Lover

Latte Art é sinônimo de qualidade?

Latte Art é a técnica e arte de criar desenhos e apresentações em drinks de café a base de leite.

Eu costumo dizer que Latte Art é INDÍCIO de uma boa bebida, mas nunca será SINÔNIMO.

Explico: É possível que se tenha um ótimo sabor em um drink SEM Latte Art! Assim como é possível que se tenha um péssimo sabor em um drink COM Latte Art.

Em termos de sabor, a qualidade final da bebida vai depender basicamente de três itens de sucesso: MATÉRIA-PRIMA – MÃO DE OBRA – MAQUINÁRIO.

A Matéria Prima é indispensável para um bom prato, um bom copo ou uma boa xícara. Os motivos não podem ser mais óbvios e não exigem explicação complexa. Matéria prima de qualidade é meio caminho andado para um resultado final marcante.

Parafraseando Nelson Rodrigues: Óbvio ululante.

Enfim, a qualidade dos insumos utilizados é o primeiro item de sucesso.

A qualidade da Mão de Obra é mais um fator indispensável no café, na cozinha ou no bar.

É no mínimo ingênuo pensar que uma vending machine ou uma máquina super-automática podem preparar um café tão bom quanto o de um barista qualificado, estudioso e/ou experiente.

A mão de obra IMPORTA!

A mão de obra IMPORTA!

Exemplifico: Uma comida congelada tem, normalmente, imagens estampadas na embalagem que não condizem com o conteúdo interno. Ou seja, a imagem é muito mais gostosa que a comida.

A técnica de preparo foi criada pela lei do mínimo esforço: apertar um botão no micro-ondas.

Esse é o propósito de uma comida congelada: Praticidade.

Sobre o sabor… Bom, sobre o sabor a gente sempre se engana no momento da compra e se arrepende no momento do prato.

O mesmo prato, caso venha a ser preparado por um chef de cozinha, pode demorar ou custar mais que a comida congelada. Mas você certamente elimina o arrependimento final.

O mesmo acontece em uma xícara de café.

Assim sendo, a qualidade técnica de quem prepara é o segundo item na tríade do sucesso na xícara.

O terceiro e não menos importante item da tríplice é o Maquinário.

O equipamento utilizado para o preparo é fundamental para a consistência e produção de um resultado final sem grandes arrependimentos.

O risco é alto demais se a matéria-prima for excelente, a mão de obra for de primeira e o equipamento de segunda.

Imagine aquele conjunto de panelas de qualidade duvidável que foram compradas no impulso de uma promoção.

Essas panelas normalmente funcionam bem na primeira ou segunda utilização. Depois já começam a demonstrar o amargo sabor do arrependimento.

Comentário: E o pior é que ainda continuamos com essas panelas um bocado de tempo… É um apego que Deus me livre…

O equipamento precisa atender a demanda dos momentos de alto fluxo da cafeteria e não os momentos de baixo ou médio.

Exemplifico 2: Uma sanduicheira caseira pode fazer um ótimo sanduíche, mas só uma chapa grande poderá produzir 12 ótimos sanduíches ao mesmo tempo.

No café esse exemplo funciona mais ou menos da mesma forma. Existem sim moedores e máquinas caseiras que podem criar um resultado legal na xícara, mas utilizar esses equipamentos profissionalmente não é o caminho razoável, salvo exceções.

Pra finalizar o devaneio, o Latte Art é indício de qualidade, porque é praticamente impossível criar desenhos com leite se a técnica de vaporização foi executada de maneira errônea.

Em outras palavras…

…para que se tenha um desenho bem definido, o primeiro passo é que a vaporização tenha sido feita de maneira correta.

Latte Art - Vaporização ideal é indispensável

Latte Art – Vaporização ideal é indispensável

Obviamente a percepção de valor do cliente muda completamente se ele recebe a bebida com Latte Art.

Na gastronomia utiliza-se o termo “garnish” (enfeite, adorno) que são itens na apresentação de um prato para que ele se torne mais atrativo aos olhos do consumidor.

Quem não gosta de receber um prato ou bebida bem decorados gerando, por exemplo, mídia orgânica para o estabelecimento.

Para resumo finalístico: O Latte Art está para o café, assim como a apresentação do prato está para a gastronomia.

Deixe seus comentários e vamos trocar ideias. 👇

Daniel Teixeira
Daniel Teixeira

Barista Professor. Geógrafo e idealizador do Barista Wave. Apaixonado por cafeterias, por ensinar e por marketing digital. Nas horas vagas... ocupa com alguma coisa que não deixe as horas assim tão vagas assim. Gosta de correr, mas o joelho as vezes pede arrego. Curte rock, blues, jazz e músicas dos anos 90.

Nenhum comentário
Poste um comentário