Coffee Lover

A história do café e o sangue de boi

Quando a Fake News invade o mundo dos cafés…

Você ouviu um áudio de um suposto carregamento de sangue de boi para ser utilizado na indústria do café!? para rendimento e “aumento de peso” das embalagens à vácuo!?

A história se espalhou, viralizou e confundiu os consumidores a ponto de ter uma movimentação da ABIC (Associação Brasileira da Indústria do Café) para conscientização e também “proteção” do mercado.

O foco aqui não será o conteúdo do áudio, que é encontrado facilmente e você provavelmente recebeu.

A intenção não é difundir o caos. Vamos dar o foco no esforço que foi preciso para explicar a situação, que afetou na decisão de compra de muitos consumidores.

leia também ~> Café sem açúcar? Só para os especialistas?

Foi registrado inclusive um Boletim de Ocorrência com intuito de descobrir o autor do áudio, que estaria cometendo um crime de calúnia. O delegado titular da 4ª DIG, Dr. Carlos Henrique Ruiz, vai instalar inquérito policial.

As palavras da ABIC são:

Destacamos mais uma vez que o áudio em questão trata-se de FAKE NEWS e salientamos que os cafés certificados pela ABIC são analisados e monitorados periodicamente com a garantia da pureza e qualidade do produto.

A história é do “sangue de boi” mas é Você, consumidor…

(e eu também) que somos os mais afetados por situações como essas! Desinformação é uma cilada! 🙂

Café e o sangue de boi - Fake News

Café e o sangue de boi – Fake News

Por isso o reforço na ideia da importância em conhecer um pouco mais do que acontece por trás dos alimentos que consumimos.

A história não começa no supermercado – óbvio – e a do café em particular… ah… começa bem antes disso!

São mãos, processos, tecnologia e muito suor para se produzir os cafés dos bons. Sorte a nossa – consumidores – que existem famílias inteiras dedicadas em produzir cafés excelentes e que nunca falte, amém!

Angelica Lebante
Angélica Lebante

Angélica Lebante. nascida no ABC paulista é apaixonada por cafés e comprometida em compartilhar momentos cafeinados com o projeto Coffee Lover.

Nenhum comentário
Poste um comentário