Coffee Lover

Como funciona a Cafeteira Globinho?

Você já ouviu falar da Cafeteira Globinho?

Cafeteira Globinho é mais um método para preparar café.

Conhecido também como Sifão (Syphon), Vacuum Coffee, café a vácuo, vacpot, a Cafeteira Globinho impressiona. Preparar o café, ou assistir o preparo do café nesse método nos faz lembrar das aulas nos laboratórios de química. Impressiona! É realmente bastante particular.

Muita gente ainda não conhece, mas a Cafeteira Globinho não é tão moderna assim.

Falando um pouco da história do Sifão… Você vai ver que esse método de preparo existe a mais tempo do que imaginava. Foi na Alemanha, em 1830 (CARACA!) que surgiu o primeiro registro de patente para o método que funciona pelo princípio de transferência térmica à vácuo, mas cá entre nós não obteve tanto sucesso assim logo de cara.

Se diz que a propagação e produção em escala da Cafeteira Globinho se deu mesmo 10 anos após o registro de patente. Quando a francesa Marie Fanny Amelne Massot fez um design incrível (com um belo toque feminino) e ganhou o coração dos que apreciavam o café!

Cafeteira Globinho - Um café de laboratório

Cafeteira Globinho – Um café de laboratório

Podemos dizer que foi um método que contribuiu muito quando se pensa em experiência cafeinada! O café deixou se ser preparado na cozinha e passou a ser preparado na mesa! Quem não gosta de ter o café preparado bem a sua frente? O ritual de preparar o café realmente agrada (além de ser cheiroso demais).

Se você gosta da experiência, não deixe de assistir um preparo de café na Cafeteira Globinho. É intrigante, parece mágico e enche os olhos de todos.

Muito legal! Mas como funciona a Cafeteira Globinho?

Como disse ali em cima, parece mágica, mas o funcionamento do método é pelo princípio de transferência térmica à vácuo. Calma que é fácil de entender!

O método sifão é composto por dois globos de vidro. No globo inferior se adiciona água, se encaixa com o globo superior e em seguida todo o conjunto deve ficar sobre a chama.

O fogo aquece a água e ela “sobe” para o globo superior – uma das partes mais legais do método, em minha opinião – Quando a água estiver em cima, se adiciona o pó do café, depois só misturar (com carinho), deixar um tempo em infusão e depois basta apagar a chama. O globo inferior perde temperatura criando um vácuo e o café volta passando pelo filtro e separando os sólidos da bebida final.

Assista o vídeo para entender melhor:

Um café filtrado, com infusão.

Nem sempre só praticidade conta na hora de preparar o café. A experiência conta e conta bastante quando se tem um certo nível de curiosidade e exigência com a bebida que a gente toma, certo!?

Se quiser praticidade, indicamos a cafeteira italiana por exemplo. Se quer uma experiência mais complexa e interessante, não pense duas vezes e escolha a Cafeteira Globinho.

Angelica Lebante
Angélica Lebante

Angélica Lebante. nascida no ABC paulista é apaixonada por cafés e comprometida em compartilhar momentos cafeinados com o projeto Coffee Lover.

Nenhum comentário
Poste um comentário