fbpx

Coffee Lover

Angélica Lebante: como seu amor por café a levou ao empreendedorismo

Para fechar com chave de ouro a semana da mulher, Angélica Lebante nos conta como começou sua caminhada pela estrada do empreendedorismo, quais foram (e ainda são) os maiores desafios enfrentados e como encontrar a motivação certa para continuar buscando o sucesso em seu empreendimento.

O empreendedorismo surge de boas ideias e dedicação… e café!

Hoje não estamos aqui para falar unicamente de café. Oi? Exatamente isso que você acabou de ler. Hoje viemos aqui especialmente, e com um imenso carinho, para falar um pouquinho sobre alguém que tornou o simples prazer de se tomar um café em um grande sucesso de empreendedorismo.

Como foi o início da sua história no empreendedorismo?

Me considero empreendedora desde criança, acredito que o empreendedorismo está nas atitudes.
Cresci em apartamento no ABC Paulista e lembro que na época das férias sempre tinham os amiguinhos que faziam pipas pra vender. Eu até cheguei a comprar varetas e folhas pra vender minhas pipas também, mas a habilidade não ajudava. Qual foi a saída? Vender rabiola por metro! E funcionou muito bem! Os meninos vendiam as pipas e eu rabiola pra todos eles!

Depois a brincadeira vai ficando séria e os sonhos maiores, e seguimos empreendendo pra realizá-los.

empreendedorismo

Angélica Lebante, a empreendedora por trás da Coffee Lover.

Quais foram seus maiores desafios?

O início é sempre muito difícil. Falta tudo! A escassez de tempo, dinheiro preocupam.

Nosso país definitivamente não ajuda o empreendedor. Tornar uma ideia vendável também é um problema no início. Acredito que o necessário é começar, startar o seu projeto e fazer tudo com dúvida mesmo. Assim, os próximos passos vão ficando mais claros.

O que te motiva a continuar?

A motivação é um combustível para qualquer empreendedor. Uma pessoa motivada e dedicada é que faz as coisas acontecerem, ter motivação aliada à dedicação é uma receita que não falha e na falta da motivação a dedicação também te faz mover.
No meu caso, o que mais me motiva é o próprio desafio de empreender, tem muito mais coisas jogando contra que a favor, mas decidir empreender é decidir ser mais forte que tudo isso.

empreendedorismo

“Me considero empreendedora desde criança, acredito que o empreendedorismo está nas atitudes.”

 

Leia também: Café de qualidade? Que raios é isso?

Thaiane Pinha
Thaiane Pinha

Estudante de marketing, escritora e inclinada a jornalista. Viciada em séries e apaixonada pelos meus pets e, é claro, um bom café!

Nenhum comentário
Poste um comentário